Relíquias da guerra fria da Hungria Comunista

Duração da visita: 8 horas

Hungria costumava ser um membro do Pacto de Varsóvia (que significa uma aliança militar entre os países socialistas do Leste Europeu e da União Soviética). Depois se tornou um país da NATO e, mais recentemente, um membro da União Européia. Nos anos da "Guerra Fria" Hungria utilizou jatos MiG e helicópteros concebidos pelos Soviéticos.

Mas o que aconteceu com todas as aeronaves alinhadas contra os países da OTAN?

É uma questão poética! Eles podem ser ainda em uso, ou estar em seleções particulares, mesmo estacionados na berma da estrada em algum lugar na Hungria ou num outro ex-país comunista.

Esta excursão dura um dia e nós visitamos duas destas fontes: o Museu da Força Aérea Húngara em Szolnok e uma seleção privada, a Pinter Művek - Museu Militar, e Parque da Tecnologia Militar em Kecel.

O museu ao ar livre de Szolnok começou como seleção de aeronaves e periféricos da Escola Superior da Tecnologia Aérea em 1973. Desde então, muitas coisas mudaram, mas a recolha se manteve, crescendo sempre maior. No início da coleta foi de caráter militar, mais tarde eles receberam aeronaves civis também.

Existe uma parte ao ar livre e uma parte interior de armas, máquinas de fotos e uniformes.

Nós podemos ver um grande número de aviões de guerra que abateram sobre a Hungria na segunda guerra mundial. Os especialistas do museu têm um papel importante em salvarem e conservarem os antigos naufrágios. Com esta atividade restauraram uma Lisunov Li-2, que é um exemplar único deste tipo no mundo. Para além de mais que 25 aeronaves em exposição, há numerosos tanques, armas de artilharia, mísseis e escolhidos ex-veículos militares e barcos. Eles estão todos estacionados em linhas bem organizadas. Com tantos duplicados estacionados ao lado uns dos outros, o parque parece mais uma loja do exército do que um típico museu.

Pinter Művek - Museu Militar, e Parque da Tecnologia Militar encontram-se no sul da Hungria, na pequena cidade Kecel. Foi recolhida por um rico homem húngaro, chamado Sr. Pinter. O Museu húngaro "naufrágios e relíquias" é muito impressionante, você pode encontrar todo o tipo de equipamento táctico do Pacto de Varsóvia.

O Museu é constituído por um museu de armas, por um museu de artilharia, uma casa de modelos e o mais surpreendente de toda a instituição é o show de armamento ao ar livre.

As mais espetaculares do arsenal são armas de caça de János Kádár (ele foi o primeiro secretário do chamado Partido Socialista Húngaro - realmente Partido Comunista - a partir a revolução de 1956 até a queda do comunismo em 1989). A casa abriga centenas de réplicas-miniaturas de instrumentos militares.

A exposição ao ar livre de três hectares tem T-34-tanques, radares, MIGs diferentes, e outros navios de caça, helicópteros, e navios militares fluviais.

O objeto principal é um míssil recentemente restaurado, um Molodets TR-23 (ou SS-24 Scalpel com nome OTAN), que era o míssil intercontinental o mais assustador na guerra fria.

Foi o non plus ultra dos esforços Soviéticos para desenvolver um míssil médio, abastecido com energia sólida, baseando em modos múltiplos: base de silo e base ferroviário.

Do território do museu o míssil poderia ser lançado tão longe que ia chegar mesmo até São Paulo.



Transporte
: de carro privado para 1-2 pessoas, de van para 3-15 pessoas, e de ônibus para grupos maiores.